Buscar
  • Zinário Silva

O que é Logística? O que faz? Quais os tipos?


Logística é o processo de planejamento e execução do eficiente transporte e armazenamento de matéria prima ou mercadorias- desde o ponto de origem até o ponto de consumo. O seu objetivo é atender aos requisitos do cliente de maneira oportuna e econômica.

Muitas empresas se especializam prestando serviços a fabricantes, varejistas e outras indústrias com grande necessidade de transportar mercadorias. Alguns possuem toda a gama de infraestrutura, desde aviões a caminhões, armazéns e softwares, enquanto, por outro lado, outras se especializam em uma ou duas partes.

Normalmente, grandes varejistas ou fabricantes possuem grandes partes de sua rede logística. A maioria das empresas, no entanto, terceirizam a função para um provedor de terceiros (3PL).

Na Apostila de Lean Logistics FM2S, você irá conhecer as ferramentas, indicadores e teoria de uma boa gestão de fornecedores, armazenamento e distribuição. Clique no banner para saber mais:


Como a logística funciona?

Transporte

O gerenciamento de transporte se concentra no planejamento, otimização e execução do uso de veículos para movimentar mercadorias entre armazéns, locais de varejo e clientes. Dessa forma, o transporte é multimodal e pode incluir meio como oceanos, aéreos, ferroviários e rodoviários, por exemplo.

Assim, esse se trata de um processo complexo que envolve planejamento e otimização de rotas e cargas de remessa, gerenciamento de pedidos, auditoria de frete e pagamento. Também pode estender-se ao gerenciamento de pátios, um processo que supervisiona o movimento de veículos através dos pátios externos às fábricas, armazéns e instalações de distribuição de produtos. Além disso, o gerenciamento de operadoras é um aspecto importante da logística empresarial, uma vez que o preço, a disponibilidade e a capacidade das transportadoras podem variar muito.

As empresas de logística normalmente usam o software do sistema de gerenciamento de transporte (TMS) para ajudar a atender às demandas da logística relacionadas ao transporte. Há também aplicações de nicho, como sistemas de gerenciamento de pátio.

Também a tecnologia de veículos sem condutor e com motor de busca desempenhará um papel importante na forma como a logística operará no futuro. Enquanto isso, alguns provedores já usam a IA para rastrear melhor os pacotes e prever problemas relacionados ao transporte na cadeia de suprimentos. Assim, veículos autônomos – como empilhadeiras sem motoristas, caminhões de entrega e drones – provavelmente se tornarão mais comuns em depósitos, pátios e rodovias.

Armazenagem

Armazenagem – ou gerenciamento de armazém – inclui funções como gestão de estoque e atendimento de pedidos. Além disso, envolve o gerenciamento de infraestrutura e processos de depósito. A maioria das empresas usa o software WMS (warehouse management system) para gerenciar o fluxo e o armazenamento de mercadorias, além de rastrear estoques. A maioria dos fornecedores de software de ERP oferece módulos TMS e WMS, além de componentes mais especializados para gerenciamento de estoque e outras funções de logística.

Por que a logística é importante?

Embora a entrega pontual de pacotes intactos sempre tenha sido importante em toda a cadeia de suprimentos, ela se tornou ainda mais importante nos últimos anos. Isso porque o comércio omnicanal, com a entrega em domicílio ou no varejo concomitantemente encomendados por smartphones, se torna mais comum.

Assim, fornecedores, fabricantes, distribuidores e varejistas tiveram que melhorar seus processos logísticos para atender à demanda por uma entrega mais rápida e conveniente de uma variedade maior de produtos. Eles também tiveram que integrar melhor seus processos e sistemas para melhorar a visibilidade da cadeia de suprimentos.

Quais são os tipos de logística?

As diferentes categorias de logística são:

  • de Terceiros (3PL);

  • da Quarta Parte (4PL);

  • de entrada;

  • de saída;

  • reversa;

  • Verde;

  • de Construção;

  • Digital;

  • Militar.

Como funciona o gerenciamento de logística?

Em suma, o gerenciamento de logística concentra-se na eficiência e no gerenciamento eficaz das atividades diárias relativas à produção de produtos e serviços acabados da empresa. Esse tipo de gerenciamento faz parte da gestão da cadeia de suprimentos e planeja, implementa e controla o fluxo e armazenamento de mercadorias eficientes, efetivos e reversos. Esse processo, por sua vez, acontece entre o ponto de origem e o ponto de consumo, a fim de atender aos requisitos estabelecidos pelos clientes. O seu principal objetivo, por fim, é alocar a quantidade certa de um recurso ou entrada no momento certo, sendo assim responsável por garantir que os serviços oferecidos sejam rápidos, precisos e de qualidade – e que a satisfação do cliente seja estabelecida.

Além disso, é também crucial para criar visibilidade na cadeia de suprimentos de qualquer empresa. À medida que os dados históricos são analisados ​​e o movimento de mercadorias é rastreado em tempo real pelos avançados sistemas de gerenciamento de transporte (TMS), a logística usa essas informações para otimizar o processo e evitar possíveis interrupções.

Você gostaria de fazer um curso de logística? A FM2S oferece o curso de Supply Chain. Com ele você confere conceitos importantes da operação logística, além de processos, indicadores (KPI’s) e ferramentas para melhorar a logística do seu negócio. Deixamos abaixo uma vídeo-aula para você conferir um pouquinho do nosso curso.


Além disso, a visibilidade da cadeia de suprimentos cria terreno para grandes economias de custos nas operações. Os procedimentos adequados de gerenciamento de logística aumentam a receita e dão às empresas o controle sobre o frete de entrada; permitir a organização do fluxo reverso de mercadorias; manter o inventário em níveis ótimos; e, por fim, utilizar os movimentos de frete nos modos de transporte adequados. Todos esses fatores contribuem para reduzir custos.

A transformação da gestão logística Avançando ainda mais na era moderna, a complexidade dos processos logísticos inspirou a criação de softwares de gerenciamento de logística e lançou negócios que se concentram apenas na aceleração do movimento de recursos ao longo da cadeia de suprimentos. As empresas de manufatura chegaram a um ponto em que optaram por terceirizar a gestão de sua logística para especialistas: um campo que é dominado por provedores de Logística de Terceiros (3PLs). Além disso, estando no meio da era digital também, a indústria de logística e cadeia de suprimentos se recuperou e avançou na digitalização de processos internos e externos. Assim 90% dos gastos de execução da cadeia de suprimento serão compatíveis com aplicativos e software de logística digital até 2020. A IoT, por exemplo, já permite que as empresas atuem digitalmente, conecte ativos físicos e permita o fluxo de dados através da cadeia de valor, ligando cada parte do estilo de vida do produto. Para estar sempre em dia com as constantes transformações no mundo e ser um gestor de excelência, na busca pela garantia de melhorias nos processos e na qualidade de uma organização, o curso de Green Belt é o melhor caminho! Saiba mais! O impacto das novas tecnologias As cadeias de suprimentos digitalizadas proporcionaram aos clientes uma visão e transparência do processo de logística, onde receberão feedback em suas transações. Cada usuário agora se sente como se estivesse no controle do processo, eventualmente levando à satisfação do consumidor final; um fator para o qual todos os negócios devem estar se esforçando. A tecnologia oferece inúmeros benefícios e oportunidades quando se trata do campo da cadeia de suprimentos e logística, incluindo análise avançada de dados, facilidade de escalabilidade, segurança de dados, redução de custos, integração de múltiplas plataformas, rastreamento em tempo real e procedimentos automatizados. Quando se fala em gerenciamento logístico unindo forças com a tecnologia, o software lidera a conversa, porque os processos logísticos não podem ser altamente otimizados sem os sistemas de software apropriados. Também visa planejar, implementar e controlar o fluxo e armazenamento de mercadorias, serviços e informações relacionadas. Ele otimiza esse processo, permitindo uma linha de lucro maior através de um aumento na automação, visibilidade, comunicação e eficiência do processo. Diferentes tipos de gestão de logística Suprimento O gerenciamento de suprimentos lida, por exemplo, com o planejamento e a coordenação de materiais necessários em um local e horário específicos para fornecer suporte à produção ou atividade. O fornecimento deve contar com o transporte de materiais e armazenamento, juntamente com planos para avaliar o nível de fornecimento durante as diferentes etapas do processo; certificando-se, além disso, de que o fluxo de materiais se alinha com a necessidade. Distribuição A logística de distribuição é responsável por gerenciar um material fornecido e armazenado que é enviado para os locais onde é necessário. O processo, portanto, inclui a emissão de movimento de material (carregamento, descarregamento e transporte), rastreamento de estoque e responsabilidade de uso (anotando como o suprimento que é usado e por quem). Produção Esse tipo supervisiona as etapas de combinar suprimentos distribuídos em um produto, podendo implicar a coordenação de um processo de fabricação ou montagem e, no caso de aplicações como a produção militar, a logística de coordenação de espaço e áreas para a produção. Na construção, a produção incluirá a preparação do material para coordenar com a fase de construção enquanto ela ocorre. Reversa Lida, por exemplo, com o recall de materiais e suprimentos de uma produção do processo de montagem. No gerenciamento logístico de um projeto de construção, por exemplo, os planos de logística reversa para a remoção de material excedente e a reabsorção do material em uma oferta de estoque.

1 visualização0 comentário